Além do fenômeno da interferência, apresentado na seção anterior, as ondas apresentam uma ampla gama de comportamento em diferentes situações. Os principais são apresentados a seguir.

Reflexão

É quando a onda incide numa superfície de separação entre dois meios e retorna para o mesmo meio.

Reflexão de uma onda unidimensional mecânica.
  • a) Na parte esquerda da figura apresentamos o que ocorre com um pulso de onda que é refletido por um extremo fixo da corda (imagine que a corda está amarada a um tronco de madeira).
  • b) Na parte da direita apresentamos o que acontece com um pulso refletido por um extremo que pode se mover na vertical (imagine que a corda está presa a um anel que pode deslizar na vertical em um tronco de madeira).

A reflexão de uma onda mecânica em extremo fixo ocorre com inversão de fase .

A reflexão de uma onda mecânica em extremo livre (móvel) ocorre sem inversão de fase .

Refração

É o fenômeno que ocorre quando uma onda vem de um meio e penetra em outro. (Este fenômeno é abordado mais profundamente na seção Óptica | Refração e Meios Refringentes )

Fenômeno da Refração. A figura ilustra uma onda (as linhas representam as cristas da onda) se propagando em um fluido em uma cuba. A cor azul escura representa uma região mais profunda e a mais clara uma região mais rasa. A onda, ao passar de uma região para outra, sofre uma alteração na sua velocidade, e por conseguinte, na sua direção.

Difração

"Contornando obstáculos" e "Distinguindo ondas de partículas".

Difração é a distorção da propagação retilínea das ondas que deparam com obstáculos, permitindo contorná-los. O fenômeno de difração é característico das ondas, partículas não se difratam.

Condições de Percepção Nítida

O fenômeno de difração vai ficando cada vez mais nítido a medida que a relação entre o comprimento da onda incidente ( \(\lambda\) ) e a dimensão do orifício ou obstáculo \(d\) vai ficando menor que 1. $$ \text{Nitidez} = \frac{\lambda}{d} $$

Aplicação

A difração permite que as ondas contornem obstáculos. Graças a difração que é possível escutar os sons que são produzidos em um certo comodo de uma casa em um outro cômodo.

Ilustração do fenômeno da difração. As linhas ilustram as cristas de ondas que se propagam em um fluido, os retângulos marrons representam obstáculos de madeira. Dependendo da posição dos obstáculos, a onda se difrata de diferentes maneiras.

Polarização

É um fenômeno ondulatório típico das ondas transversais. Quando esse fenômeno ocorre, as oscilações de todas as partes do meio de propagação ficam no mesmo plano.

Ilustração de uma luz sendo polarizada. Ao passar por um polarizador na vertical, só as oscilações verticais (onda azul) são transmitidas. Uma vez polarizada na vertical, a luz não consegue passar por um polarizador na horizontal. No caso, a intensidade final da luz dependerá do ângulo entre os polarizadores.

Outros fenômenos

Existem muitos outros fenômenos interessantes na ondulatória. Aqui vamos listar mais alguns.

Dispersão
É o fenômeno através do qual uma onda é decomposta no conjunto de suas ondas simples constituintes.
Atenuação
Diminuição efetiva da intensidade de uma onda, que atravessa um meio material e interage com ele.
Ressonância
Fenômeno que ocorre quando um sistema oscilante é excitado por um agente externo periódico com uma frequência idêntica a uma das suas frequências próprias. Nestas condições é máxima a transferência de energia da fonte externa para o sistema.